Como se faz um palmito

No dia 17 de abril, a turma do 4º ano teve a honra de receber a visita da dona Fernanda Sales, uma artesã de Riba de Âncora, que se dedica à elaboração dos tradicionais palmitos, colocados nos andores das Festas de Nossa Senhora da Bonança. Esta visita foi o culminar da participação no concurso escolar “Segredos do Alto Minho”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, (CIM Alto Minho). Tudo começou com a pesquisa de imagens sobre as festas locais, seguindo-se o desenho, a pintura e por último a elaboração de uma espécie de palmito. Depois de muita curiosidade sobre a elaboração deste artesanato surgiu a ideia de convidar uma das artesãs entendidas nesta técnica. E assim foi, os alunos observaram as várias fases do processo de elaboração do palmito, foram-lhes revelados alguns segredos que só alguns sabem e a história de como surgiu o primeiro arranjo. Por incrível que pareça não foi elaborado em papel mas em cabedal, por um sapateiro para oferecer à sua amada.
No final, o palmito produzido pela dona Fernanda foi por todos muito elogiado, não só pelo trabalho como pela beleza e delicadeza apresentado.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dia Mundial da Rádio - Projeto Ponte nas Ondas