EB do Vale do Âncora .:::. Os bichos da seda

Tinha iniciado há pouco o ano escolar (setembro de 2015), quando as professoras Celeste e Manuela, arrumando os armários da sua sala de trabalho, encontraram uma caixa com algumas dezenas de pontinhos cinzentos no fundo.
Olhando mais atentamente reconheceram ser a postura das crisálidas dos bichos-da-seda do ano anterior. Para que não se perdesse, a caixa ficou numa prateleira bem à vista.
A partir das férias da Páscoa, com alguma regularidade, as professoras espreitavam a caixa. Na primeira segunda-feira de abril, a surpresa aconteceu: alguns pontinhos pretos moviam-se no fundo da caixa. Passados alguns dias, quase todos os ovos tinham eclodido e havia, agora, dezenas de bichinhos pretos, mais pequenos que formigas a cobrir o fundo da caixa. Foi com muito entusiasmo que todas as turmas tiveram oportunidade de observar o que estava a acontecer. Era urgente arranjar folhas de amoreira para os alimentar, caso contrário não sobreviviam.
As amoreiras do parque de estacionamento junto ao Parque Ramos Pereira ainda não tinham folhas, apenas alguns rebentos. Descobrimos uma pequena amoreira junto à estrada nacional, perto da nossa escola. Com bastante cuidado para não partir os rebentos que cresciam nas extremidades dos ramos fomos colhendo folhas e, com a participação dos alunos fomos alimentando os nossos bichinhos, diariamente.
Bem alimentados cresceram rapidamente e a caixa tornou-se pequena. Logo apareceram voluntários (alunos das 7 turmas) para levar bichos e cuidar deles em casa. As professoras Celeste e Manuela pesquisaram, selecionaram e organizaram informação que foi enviada para todos os docentes titulares. Algumas turmas já tinha feito as suas pesquisas e já debatiam aspetos relacionados quer com a reprodução dos bichos que com a produção de seda natural com fins comerciais.
Apesar da ansiedade e da observação diária os primeiros casulos só surgiram nos últimos dias de maio.
Hoje, para surpresa de todos, duas crisálidas saíram do casulo, preparam-se para acasalar e fazer a sua postura e os últimos bichos-da–seda encerram-se no seu casulo. Todas as turmas observaram os fios de seda que enchem a caixa e alguns lenços trazidos pelas professoras.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dia Mundial da Rádio - Projeto Ponte nas Ondas

JI de Âncora - Dia Nacional do Pijama