Projeto PIRLS - avaliação da literacia de Leitura dos alunos do 4.º ano de escolaridade

 

Nos dias 27, 28, 29 e 30 de abril, decorreu no Agrupamento de Escolas Sidónio Pais, Caminha (AESP), a aplicação do PIRLS (Progress in International Reading Literacy Study), projeto que avalia a literacia de Leitura dos alunos do 4.º ano de escolaridade, tendo participado 29 alunos das EBs de Lanhelas, Vilarelho, Vila Praia de Âncora e Dem. A equipa responsável pela implementação do projeto foi constituída, respetivamente, pelas docentes Isabel Ramalhosa, Manuela Afonso, Antónia Amorim e Cidália Barroso, sob a coordenação da docente Filomena Martins. 
O estudo é desenvolvido pela International Association for the Evaluation of Educational Achievement (IEA) e foi aplicado pela primeira vez em 2001. Portugal participa neste estudo desde 2011. 
A avaliação da literacia de leitura do PIRLS assenta numa noção abrangente do que é saber ler e o seu quadro de referência foi desenhado de modo a contemplar finalidades e processos de compreensão da Leitura que dão significado a esse conceito de literacia de leitura. As finalidades contemplam, por um lado, a leitura como experiência literária e, por outro, a leitura como forma de adquirir e utilizar informação. Na análise do desempenho dos alunos, essas finalidades são cruzadas com os principais processos de compreensão da Leitura: localizar e retirar informação explícita; fazer inferências diretas; interpretar e integrar ideias e informação; analisar e avaliar o conteúdo e outros elementos textuais. 
O PIRLS é aplicado de cinco em cinco anos, o que permite analisar tendências dos resultados. Portugal participou pela primeira vez em 2011, voltou a participar em 2016, no PIRLS e no ePIRLS, o novo programa de literacia de Leitura em formato digital desenvolvido pela IEA. Em 2021, encontra-se a decorrer um novo ciclo do PIRLS e do ePIRLS. 
Para o AESP é fundamental a participação neste estudo na medida em que, pela análise comparativa entre os suportes educativos apresentados pelo PIRLS e a realidade didática diária das nossas escolas, é possível introduzir correções aos roteiros de aprendizagem definidos, promovendo a adequada utilização das novas tecnologias ao serviço da educação.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Almoço de Natal no AE Coura e Minho

“Dez Dedos Dez Segredos”...